EXPOSIÇÃO - post

Enseada lança na Flica exposição fotográfica sobre a cultura quilombola do Recôncavo Baiano

A Enseada Indústria Naval lançará, com patrocínio da Odebrecht e apoio da Brasil com Artes, a exposição fotográfica “Olhares Quilombolas” durante a Festa Literária Internacional de Cachoeira (FLICA), entre os dias 13 e 15 de outubro. O público poderá conferir no hall da Câmara Municipal de Cachoeira, na Praça da Aclamação, das 9h às 17h, 22 fotografias fruto de registros realizados pelo artista plástico Rodrigo Siqueira durante a elaboração de estudo socioambiental nas comunidades quilombolas de Maragojipe e Cachoeira, no Recôncavo Baiano.

Sob coordenação do antropólogo Dr. Vilson Caetano de Sousa Junior, foram elaborados levantamentos detalhados dos hábitos e costumes dessas comunidades que resultaram em livros e cartilhas que consolidam as tradições, os saberes e fazeres do povo quilombola. A tradição da pesca, mariscagem e a produção do azeite de dendê são retratados com sensibilidade, valorizando a cultura e as riquezas das comunidades quilombolas de Cachoeira e Maragojipe.

“’Olhares Quilombolas’ pretende colocar o público diante do belo ou daquilo que as comunidades quilombolas apresentam como algo que faz parte de si. Nesse sentido, a etapa da pesquisa em campo pretendeu propor, através de imagens, leituras positivas destas comunidades e ao mesmo tempo fortalecer a luta contra preconceitos e estigmas negativos que ao longo da história foram imputados nos africanos e seus descendentes. Talvez seja este o seu maior desafio, o de contribuir para modificarmos os nossos olhares diante daquilo que consideramos diferente”, afirma Vilson Caetano Junior, antropólogo.

De acordo com Rodrigo Siqueira, autor das fotografias, a experiência vivida nos quilombos foi um momento único. “Os olhares quilombolas são olhares diferenciados das outras comunidades. Eles têm além de uma forma especial de cristalizar suas coisas, seus saberes, além de tudo isso tem a forma como ele trata tudo que está ao seu entorno. Um olhar diferenciado, um olhar inocente, atento a tudo, olhar disposto a aprender e ensinar”, diz Rodrigo Siqueira.

Edições anteriores – Pelo quinto ano consecutivo, a Organização Odebrecht apoia a Festa Literária Internacional de Cachoeira, seja com o lançamento e distribuição de livros ou levando atrações regionais como o Samba de Roda de Santo Amaro e a Marujada de Saubara. O objetivo dessas ações é propagar e valorizar, principalmente, a cultura do Recôncavo.

“A ideia de fazer uma exposição esse ano é retratar e salvaguardar a cultura dos saberes e fazeres das comunidades quilombolas do entorno da Enseada, além de transportar o visitante para a realidade da riqueza cultural daquele povo, dando visibilidade aos saberes tradicionais, a exemplo da produção artesanal de farinha de mandioca e do azeite de dendê, práticas de pesca, dentre outras”, revela Alexandre Silva, técnico de Sustentabilidade da Enseada e um dos organizadores da exposição.

11/10/2016
Sem Comentários
Sem Comentários
código captcha * Seu e-mail não será divulgado