reate - post

Programa para revitalizar exploração de petróleo e gás será lançado em Salvador

Marco da história do petróleo no país, a Bahia será palco, nesta sexta-feira (27), do lançamento do Programa de Revitalização das Atividades de Exploração e Produção de Petróleo e Gás em Áreas Terrestres (REATE) do governo federal. O ministro de Minas e Energia (MME), Fernando Coelho Filho, participará do evento, realizado no auditório do SENAI Cimatec, em Piatã, às 8h30. O programa é um dos resultados do Fórum Bahia Onshore, que aconteceu dia 25 de novembro, na capital baiana, com a presença do secretário de Petróleo, Gás Natural e Combustíveis Renováveis do MME, Márcio Felix. Billige Nike Sko O REATE visa reativar a confiança do País no setor e buscar soluções para as questões que travam o mercado, impedindo-o de se restabelecer e gerar benefícios socioeconômicos para a região. O lançamento do programa é uma iniciativa do MME, com apoio do governo da Bahia, através das secretarias de Desenvolvimento Econômico e de Infraestrutura, da Federação das Indústrias do Estado da Bahia (FIEB), da Associação Brasileira dos Produtores Independentes de Petróleo e Gás (ABPIP) e do SEBRAE/BA. “Nosso setor de exploração e produção de petróleo e gás está entrando num novo momento, com a retomada dos investimentos, de forma diversa. adidas 2017 pas cher Teremos leilões em áreas maduras, pré-sal, onshore e offshore. nike air max chaussures A iniciativa do Reate vai somar à essas iniciativas, com a revitalização de áreas terrestres, abrindo ainda mais oportunidades de investimentos, para uma gama de agentes”, afirmou o ministro Fernando Coelho Filho. nike goedkoop “O setor de óleo e gás é muito importante para a Bahia. Iniciativas que gerem novos negócios, novos empregos e dinamizem a nossa economia é o nosso foco de trabalho”, afirma Jaques Wagner, novo secretário de Desenvolvimento Econômico da Bahia. New Balance Femme Para o coordenador do Conselho de Petróleo, Gás e Naval da FIEB, Humberto Rangel, o evento assinala a conclusão exitosa de uma longa etapa de trabalho que mobilizou a FIEB, a ABPIP e outras entidades, em defesa da bandeira da ampliação do espaço dos produtores independentes na produção de petróleo onshore. nike requin tn pas cher “Estamos felizes com os resultados desses esforços que foram exitosos também graças ao apoio do governo do estado e finalmente a recente receptividade do governo federal. Considero vencida esta primeira etapa, com uma expectativa de que ela signifique a retomada do crescimento da produção de petróleo e da geração de empregos na Bahia”, disse. Na Bahia, a iniciativa deve beneficiar a produção e exploração dos campos maduros do Recôncavo. O secretário-executivo da associação Brasileira dos Produtores Independentes de Petróleo e Gás (ABPIP), Anabal Santos Jr., avalia que o programa vem resgatar uma dívida do estado brasileiro com o setor.

25/05/2017
Sem Comentários
Sem Comentários
código captcha * Seu e-mail não será divulgado